quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Rumm siô!

Numa praia do imenso e lindo litoral Brasileiro, três amigos bebericavam uma cerveja gelada devidamente acompanhada de Pititinga¹ frita.
Os três falavam sobre os mais diversos assuntos entre goles, petiscos e baforadas de cigarro.
Eis que apareceu uma criança, se é que se pode chamá-la assim. Não aparentava ter mais de 10 ou 11 anos. Magra, esquálida, já com as marcas da vida dura no rosto, ainda que a vida seja tão nova para ela ainda. Se aproximou e com um sorriso moleque pediu ao que fumava:
- Ei moço. Me dá um cigarro?
Um susto. O trio que ali bebia era do tipo que podemos classificar como "vivido", mas não estavam preparados para uma abordagem dessas. Um deles ainda tentou argumentar, mas sem conseguir esconder a surpresa do pedido:
- Mas menina, com a tua idade, já fumas?
Ela com um sorriso enorme no rosto que, apesar da falta de alguns dentes pela troca natural da idade, não era mais um sorriso de menina, era de gente mais velha, maliciosa, exclamou:
- Rumm siô! Se inté fodo!
Atônitos, deram o cigarro. Ela acendeu e saiu pulando e pitando, feliz da vida pelas ruas da cidadezinha.
Os amigos? Pagaram a conta e foram embora. Não tinham mais o que ver naquele dia; o papo azedou, a praia havia ficado sem graça, a cerveja quente e a Pititinga¹ fria...

Não ouse rir, ou pelo menos contenha-se, é um problema social sério!

(1) Pititinga é uma espécie de Piaba, um peixinho que mede uns 5cm e prepara-se sem nenhum cuidado excepcional, pelo tamanho não pode ser limpo, ou consertado como dizem naquela praia narrada, é frito após ser temperado com sal, alho, azeite e limão. Uma delícia regional!

6 comentários:

Anderson Rebelo disse...

Caraca maluco depois de trotski, e outros bichos estranhos eh ruim sô...

Rodrigo disse...

O que vale é a terapia!
Apareça, Observe!
Abraços,

Ana disse...

Situação "estranha", não?
Para não dizer vergonhosa e estúpida...
O que fazer? Chorar pra não rir ou rir pra não chorar?
Só sei que nada sei, apesar de querer parecer o contrário...

Rodrigo disse...

Estranha? Infelizmente não... contenha-se por favor! rs
Obrigado pela visita e comentário!Beijos e abraços!

Sol Noturno disse...

o que seria d literatura se não fosse a realidade?

isso não é um cachimbo!

Rodrigo disse...

Dura demais!
Apareça sempre, observando!
Beijos e abraços!