quarta-feira, 3 de outubro de 2007

O filho Ilustre de Dª Zizi

José de Ribamar Ferreira. Maranhense, Ludovicense, filho de Dª. Zizi (Alzira Ribeiro Goulart e do comerciante Newton Ferreira), ela, vaidosa demais, falecida recentemente, que é mãe de Alzira (sim o mesmo nome da mãe) e de mais 10, 11 no total. Alzira, a filha, teve dois filhos e uma filha. Mas como a família é enorme, não vou me alongar. Na casa da família é chamado carinhosamente por Tio José. Estreou na poesia em 1949, mudou-se para o Rio de Janeiro em 1951 onde começou como jornalista e daí não parou mais. Foi exilado político e vivendo em Moscou, Santiago, Lima ou Buenos Aires não parou de trabalhar. Na opinião de alguns críticos é atualmente uma das vozes mais expressivas da poesia brasileira. A linguagem que utiliza vai além do horizonte das palavras, pois o poeta é também crítico de arte e pinta quadros, faz desenhos e colagens. É o que ele chama de seu "lado B".
Mas você deve conhecê-lo mesmo por FERREIRA GULLAR.



Cantiga para não morrer


Quando você for se embora,
moça branca como a neve,
me leve.

Se acaso você não possa
me carregar pela mão,
menina branca de neve,
me leve no coração.

Se no coração não possa
por acaso me levar,
moça de sonho e de neve,
me leve no seu lembrar.

E se aí também não possa
por tanta coisa que leve
já viva em seu pensamento,
menina branca de neve,
me leve no esquecimento.

De Dentro da Noite Veloz (1962-1975)
Deleite-se com o site oficial do poeta multimídia.

6 comentários:

yuri disse...

Fala Rodrigo!
Bem legal o blog, gostei do texto falando sobre Ferreira Gullar!
visitarei mais vezes.
abraço

Rodrigo disse...

Será um prazer, e fico feliz por teres gostado, afinal é seu tio-avô!
A porta estará sempre aberta! Apareça sempre que quizer, você é de casa!
Abração!

Sol Noturno disse...

a forma que apresentaste o ilustre poeta foi maravilhosa!

o poema: precisamos falar da sutileza das palavras, para demonstrar a concretude da vida?

beijos!

Rodrigo disse...

Pronto. Nestas observações somente os parentes do Ilustre filho de Dª. Zizi!
Prazer enorme!
A casa é sua e aporta está aberta!
Obrigado pelo comentário!
Beijos!

Lana disse...

Ro!! Fiquei deveras honrada com esta citação da minha querida vó!! Alzira Goulart ah Dona Zizi, saudades, uma mulher adiante do seu tempo, certa vez ela me disse:
"Queria morrer aos 40 anos"
perguntei "porque vó"
Ah se moresse aos 40 todos diriam !! Morreu ZiZi, linda com a pele rosada, na flor da idade.
Mas agora aos 90 anos quando me for todos irão dizer.
"Zizi morreu!! ah já estava em tempo viveu demais, esta minha vó, que quando chegou aso 50 tirou os espelhos da casa para não se ver envelhecer!! Esta é a mãe do nosso grande poeta "Tio José" Ferreira Gullar!!

beijos

Lana Ferreira Fernandes

Rodrigo disse...

Só deu a família do poeta mesmo!
Ora Lana é um prazer imenso falar de Gullar, ou Tio José, como preferires.
Com relação à Zizi, enfim, eu não posso me furtar da apresentação do seu (dela) Ilustre filho sem começar falando dela, afinal, ela eu conheci, visitei-a em sua casinha lá no centro, e pude ver toda aquela vaidade que era marca registrada. Grande figura! Por ter sido aquela mulher que conhecemos, à frente do seu tempo como bem dizes não poderia ter outro resultado, que um filho desse quilate!
Obrigado pelo comentário! Apareça sempre! A casa é nossa!
Beijos e abraços!